Rota Kawasaki – Motos Kawasaki em Campinas e Jundiaí – Rota K

Linhas Kawasaki

Nossos Serviços

PRÉ - AGENDAMENTO

REVISÃO

clique aqui
PRÉ - AGENDAMENTO

LEVA E TRAZ

clique aqui
TROCA E BALANCEAMENTO

DE PNEUS

clique aqui
VAI DE

SCOOTER

clique aqui

Conteúdo Rota K

Agende seu Test-Drive

É só preencher o formulário que a nossa equipe entrará em contato com você para confirmar o seu horário

Clique aqui para agendar

FAQ

  • Informações úteis sobre a marca Kawasaki no Brasil e concessionárias

    A marca Kawasaki é original do Japão e atualmente é uma das principais fornecedoras para as indústrias naval, petroquímica e de energia.

    No Brasil a marca aportou oficialmente em 2008 com importação de motocicletas, mas logo em seguida, com uma unidade de montagem em Manaus (AM).

    Tendo a linha Ninja completa, desde a Ninja 300 até a superesportiva ZX-14, a “Green”, como é conhecida, oferece no Brasil uma linha completa de motocicletas, que inclui além das Ninjas conhecidas também pela sigla ZX, as bigtrail Versys, as naked da família “Z”, e também as Custom da família Vulcan.

    Eles estão distribuídos por todo território nacional com pontos de venda nos seguintes estados: AM, BA, CE, DF, ES, GO, MG, MS, MT, PB, PE, PR, RJ, RS, SC e SP.

    A Rota Kawasaki, como uma das maiores concessionárias da marca no Brasil, opera com duas unidades no estado de São Paulo, sendo uma unidade na cidade de Campinas e outra na cidade de Jundiaí.

  • Garantia de fábrica das motos Kawasaki, como funciona?

    Motocicletas on-road possuem Garantia de Fábrica estipulada em 2 anos a partir da data de faturamento. Já para as motocicletas de off-road, a Garantia é de 90 dias a partir da data de faturamento.

  • Quais as recomendações que devemos seguir ao adquirir uma Moto Kawasaki ?

    Se você adquiriu uma moto Kawasaki, é essencial ficar atento quanto a sua manutenção. Mais importante que viver grandes aventuras com ela, é garantir a segurança e a vida útil do veículo. Dessa forma, a Manutenção Preventiva é a maneira mais correta de cuidar da sua moto: além de verificar a funcionalidade dos principais sistemas e peças que fazem parte dela, a prática evita que você, piloto, caia na Manutenção Corretiva.

    Este é o resultado caro de meses sem uma Manutenção Preventiva. Isso porque, quando não se cuida de forma regular da moto e não se realiza uma checagem dos seus principais itens, os mesmos vão danificando conforme o uso e, na hora de realizar o reparo, na maior parte dos casos, mais de um componente precisará ser trocado. Um exemplo perfeito são as pastilhas do freio. Se não trocadas no momento certo, seu acionamento contínuo e consequente desgaste fazem com que o disco também comece a ficar ruim e gere um barulho. Nesse caso, este também precisará ser trocado.

    Mas o que deve ser verificado?

    Em uma Manutenção Preventiva, a ideia é que sejam checados os principais itens da motocicleta como forma de otimizar o tempo. Fizemos uma seleção daqueles que julgamos mais importantes, considerando a estrutura de uma moto e suas funcionalidades. Veja abaixo:

    Correntes

    Estas devem ser vistas a cada 1.000 km. Porém, se a sua motocicleta roda por lugares muito quentes, com chuva fortes, alagamentos ou estradas de terra, essa quilometragem pode cair pela metade. Aviso: uma corrente mal lubrificada pode desgastar a coroa e o pinhão.

    Também é importante verificar a folga do item. Esse processo, se realizado junto à lubrificação, torna-se ainda mais eficiente. A medida certa da tensão da correia da sua moto pode ser encontrada no manual.

    Checagem dos freios

    Essa parte é crucial para a sua moto, afinal, os freios estão diretamente atrelados a segurança. Eles devem ser checados no mesmo intervalo de tempo da lubrificação das correntes, ou seja, a cada 1.000 km. Caso as pastilhas estejam com menos de 1 mm de espessura, devem ser trocadas. Lembre-se, também, de fazer a verificação do fluído do freio a cada revisão realizada. Para este passo, você precisará da ajuda de um profissional, uma vez que exige o uso de equipamento e conhecimento técnicos.

    Pneus

    Os pneus devem estar sempre calibrados, pois são a sustentação da sua moto. Use sempre a pressão indicada pelo fabricante no manual ou, então, em um adesivo que costuma ser fixado no braço oscilante da suspensão traseira.

    Gasolina

    Sabemos que você pode querer optar pelo preço mais barato, mas aqui vai uma dica de amigo: este não deve ser o único fator determinante para sua escolha, pois opções ruins podem provocar problemas futuros a sua moto. Atente-se a informações como a taxa de compressão do motor, octanagem da gasolina e o principal: a qualidade do combustível.

    Farol

    É imprescindível que o piloto tenha todas as luzes da moto em perfeito funcionamento. Qualquer uma que esteja queimada pode prejudicar a visão e impedir que outros veículos o vejam seja de dia ou de noite, ocasionando acidentes. Isso sem falar da multa por transitar com os faróis apagados, que é caracterizada como infração gravíssima.

    Revisões

    Ao adquirir qualquer veículo, é crucial que o proprietário realize todas as revisões em uma concessionária Kawasaki, conforme especificado no manual. Assim, a Manutenção Preventiva garantirá que o veículo rode em perfeitas condições por anos, além de assegurar o direito da garantia do fabricante.

whats app